Foto - Divulgação

Categoria petroleira conquista reajuste de mais de 10%

Foto – Divulgação

A categoria petroleira já pode celebrar o reajuste de 10,42%. O beneficio foi possível graças ao Acordo Coletivo de Trabalho negociado pela Federação Única dos Petroleiros junto ao Sindipetro-NF e demais sindicatos filiados, no ano passado. O ACT, com validade de dois anos, garante o reajuste automático de 100% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), do IBGE.

O reajuste com correção integral pelo INPC também contempla o vale refeição/alimentação, assim como a RMNR, o adicional de permanência no estado do Amazonas e benefícios educacionais (auxílio creche/acompanhante, auxílio ensino médio e programa jovem universitário). Lembrando que o ACT abrange tanto os trabalhadores da ativa, quanto aposentados e pensionistas, mas não incide nos valores das aposentadorias ou pensão.

Para o Sindipetro-NF, essa é uma grande conquista da categoria petroleira, que apesar do cenário político instável, da pandemia e da atual gestão da Petrobrás, que tem pactuado com o atual governo fascista, conseguiu garantir o direito da categoria. Isso mostra a força da união dos trabalhadores e trabalhadoras. “Sabemos que não seria fácil conseguir esse reajuste diante do atual cenário do país. Mas, graças ao trabalho intenso da FUP, dos sindicatos e a força dos trabalhadores, hoje, estamos com nossos direitos garantidos”, lembrou o coordenador geral do Sindipetro-NF,  Tezeu Bezerra.

Por: Redação
Compartilhar
Spread the love

Além disso, verifique

Paulo Gonet sugere pagar adicional para procuradores de cidades com menos de 30 mil habitantes

Procurador-Geral da República propôs série de medidas para aqueles lotados em cidades com demandas consideradas …