© Ueslei Marcelino / Reuters

Comitê de Lula com nome de Brizola é ‘oportunismo’, critica presidente do PDT

Carlos Lupi afirmou que a criação do comitê é uma provocação à sua legenda

Por: Estadão Conteúdo
© Ueslei Marcelino / Reuters

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, chamou de “oportunismo sem legitimidade” o recém-criado “Comitê BrizoLula”, grupo formado pelo diretório estadual do PT no Rio de Janeiro para, segundo o partido, unir a militância petista a “históricos brizolistas” que apoiam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O nome da iniciativa irritou o dirigente porque faz referência a Leonel Brizola, um dos fundadores do PDT. Ambas as siglas têm pré-candidaturas próprias ao Planalto nestas eleições.

Ao Estadão, Lupi afirmou que a criação do comitê é uma provocação à sua legenda. Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência pelo partido, tem endurecido críticas contra Lula nos últimos meses, deteriorando o clima entre as siglas. Além disso, o evento de inauguração do grupo terá Marcelo Freixo (PSB) como um dos destaques. Ele tem o apoio do PT para se lançar ao governo do Rio, disputando contra Rodrigo Neves, do PDT.

Como mostrou o Estadão, o PT tem feito investidas contra a pré-candidatura de Ciro. A campanha do ex-presidente faz pressão para que o pedetista desista da corrida presidencial. Segundo Lupi, apesar das frequentes “provocações”, como o próprio comitê, não há “nenhuma hipótese” de a legenda retirar sua candidatura própria ao Planalto. “Ciro vai até o final”, disse.

Além de Freixo, o evento de inauguração, na tarde desta segunda-feira, terá André Ceciliano (PT), presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

O grupo foi anunciado pelo diretório fluminense do PT como uma tentativa de unidade para vencer o bolsonarismo. O cartaz que chama para a inauguração do comitê usa uma imagem de Brizola ao lado de Lula, o que também enervou o dirigente pedetista. “É um oportunismo sem legitimidade”, afirmou Lupi, acrescentando que nenhum militante do PDT participará do grupo petista.

O encontro também é defendido pelo neto petista de Brizola, o pré-candidato a deputado federal Leonel Brizola Neto (PT-RJ). Segundo o presidente do PDT, porém, nenhum nome realmente importante do partido fará parte do comitê.

Compartilhar

Além disso, verifique

Lula diz que ministro indiciado pela PF tem direito de provar inocência

Presidente deve conversar em breve com Juscelino Filho, que nega irregularidades e afirma esperar amplo …