Foto: Roberto Filho/Brazil News

Famosos e familiares chegam ao velório de Milton Gonçalves

Por: Ará Rocha
Foto: Roberto Filho/Brazil News

O corpo do querido ator e diretor Milton Gonçalves, que morreu na segunda-feira, 30 de maio, está sendo velado em uma cerimônia aberta ao público no Theatro Municipal, no Centro do Rio. Amigos famosos e familiares estão prestando a última homenagem ao grande artista.

O corpo do ator chegou por volta das 8h e a cerimônia íntima, somente para familiares, ocorreu entre 8h30 até 9h30. Em cima do caixão que guarda o corpo do saudoso artista, foi colocada uma camisa do Flamengo, seu time do coração.

Família coloca bandeira do Flamengo no caixão de Milton Gonçalves
Foto: Roberto Filho/Brazil News

Mateus Solano, Antonio pitanga, Deo Garces, Nando Cunha, Valentina Herszage, entre outros amigos famosos marcaram presença no local.

Está programado para as 13h a ida do corpo para o Cemitério e Crematório da Penitência, no Caju, Rio de Janeiro, onde será cremado às 15h30.

Deo Garces, Catarina Gonçalves e Antônio Pitanga velam Milton Golçalves
Foto: Roberto Filho/Brazil News
O ator Nando Cunha no velório de Milton Gonçalves
Foto: Roberto Filho/Brazil News

LEGADO

Catarina revela o grande legado deixado por seu pai, artista de grandes ensinamentos e aprendizados, que encantava com seus personagens de interpretações tão perfeitas, que faziam a gente chorar e rir na mesma intensidade. Ele tinha fome de conhecimento e nunca se deixou levar por opiniões, expondo seu posicionamento firme e defendendo, não só a classe artística, como o ser humano em si.

“Eu tenho duas vias de legado que ele deixa. O primeiro, do homem público, do artista, que sempre se posicionou, que nunca deixou passar nada sem ser dar opinião. Uma pessoa que sempre valorizou o estudo. Fica para as próximas gerações esse ensinamento. Da importância de se preparar, de ter fome de conhecimento. De nunca estar satisfeito e sempre correr atrás dos objetivos.”

Milton foi um grande homem, pai e se dedicou sempre a tudo que se propunha fazer e deixa um carinho enorme com fãs, amigos e familiares.

“O legado do homem foi maior que o legado público. Tudo que ele se propôs a fazer, ele fez com maestria. Como filho, como irmão, como pai, como amigo. Sempre uma pessoa que se dedicou ao máximo. E isso agora está se traduzindo na enxurrada de mensagens que estamos recebendo. Nós não estamos dando conta de responder a todos. Todo mundo demonstrando carinho por ele. Mais do que pelo ator, carinho pela pessoa que ele foi. Ele era uma pessoa engraçada, muito comédia. Fazia a gente rir toda hora. Ele espalhava alegria por onde passava”, completou.

Nossos sentimentos e abraço enorme à toda a família. Milton Gonçalves era um cara mega especial, doce e sempre nos atendeu com o maior carinho.

TRAJETÓRIA MARCANTE

Milton nasceu em 9 de dezembro de 1933, em Minas Gerais, e foi contratado pela TV Globo em 1965. Tem longa trajetória como ator e diretor, sendo conhecido por personagens icônicos da televisão brasileira, como o Zelão das Asas, de O Bem-Amado (1973), e o médico Percival, de Pecado Capital (1975).

Milton atuou em mais de 40 novelas, atuou em programas humorísticos e minisséries de sucesso, como as primeiras versões de “Irmãos Coragem” (1970); “A Grande Família” (1972); e “Escrava Isaura” (1976). Seu último trabalho na Globo foi na minissérie Se eu Fechar os Olhos Agora, em 2019, com roteiro de Ricardo Linhares, inspirado na obra homônima de Edney Silvestre.

O ator foi o primeiro brasileiro a apresentar um prêmio no Emmy internacional. Na cerimônia de 2006, esteve ao lado da atriz americana Susan Sarandon para anunciar o vencedor de Melhor Programa Infantojuvenil.

O ator também teve importante militância política. Simpatizante do Partido Comunista Brasileiro na juventude, chegou a se candidatar ao governo do Estado do Rio de Janeiro em 1994 pelo PMDB.

Compartilhar

Além disso, verifique

Amigas ou rivais? Bianca Andrade opina sobre atuação de Rafa Kalimann para Blogueirinha e web reage: ‘Ficou perdida’

Internautas reviveram treta antiga de Bianca Andrade com Rafa Kalimann, depois da entrevista da dona …