(Reuters/Heo Ran)

Mais de dois terços das pessoas no mundo têm anticorpos contra covid, diz OMS

Em novo relatório, a OMS oferece uma amostra de quão bem o mundo está aumentando a resistência à pandemia

EXAME/Por: Bloomberg
(Reuters/Heo Ran)

Mais de dois terços da população mundial provavelmente têm níveis significativos de anticorpos contra a covid-19, o que significa que foram infectados ou vacinados, disse a Organização Mundial da Saúde.

As chamadas taxas de soroprevalência aumentaram para 67% em outubro, de 16% em fevereiro de 2021, disse a OMS em documento que abrange estudos de todo o mundo. Dado o surgimento da variante ômicron, de rápida disseminação, o número provavelmente é ainda maior agora.

O documento da OMS oferece uma amostra de quão bem o mundo está aumentando a resistência à pandemia. Embora as vacinas forneçam apenas proteção modesta contra a infecção pela ômicron, a OMS ainda instou os países a aumentar as taxas de vacinação, especialmente para pessoas em grupos de alto risco, porque a imunização oferece níveis mais altos de proteção contra a gravidade da doença do que uma infecção anterior por covid.

As pessoas que foram infectadas com covid e vacinadas têm a melhor proteção contra resultados graves, de acordo com a maioria dos estudos, embora não esteja claro se isso valerá para novas variantes, disse a OMS.

Os dados mostram níveis mais baixos de soroprevalência em crianças de 9 anos ou menos e em pessoas com mais de 60 anos em comparação com aqueles na faixa dos 20 anos, disse a OMS. Em países de baixa e média renda, a maioria das soroprevalências indica infecções passadas e não vacinas.

A presença de anticorpos geralmente diminui com o tempo e o nível e a persistência da imunidade dependem de uma série de fatores, disse o órgão de saúde, acrescentando que são necessários mais estudos para determinar a rapidez com que a proteção diminui.

Compartilhar
Spread the love

Além disso, verifique

Em 5 anos, 85 mil brasileiros fizeram cirurgia para tratar glaucoma

Doença é maior causa de cegueira irreversível no mundo Agência Brasil/Por: Paula Laboissière   Entre …