Foto: Ministério da Justça

Polícia Civil realiza operação para combater a pedofilia no Rio

Foto: Ministério da Justça

Policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, deflagraram, nesta quinta-feira (8), a sexta fase da Operação Revelação.

A ação tem como objetivo identificar e prender suspeitos de armazenar e compartilhar arquivos digitais com pornografia infantojuvenil, e cumprir nove mandados de busca e apreensão nos municípios do Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Tanguá e Cachoeiras de Macacu. Até o momento, três pessoas foram presas em flagrante e outras sete conduzidas à delegacia para esclarecimentos.

De acordo com as investigações, os suspeitos costumavam baixar e compartilhar fotos e vídeos com imagens de crianças com meses de idade e adolescentes praticando sexo explícito de forma passiva ou ativa. A ação está sendo deflagrada simultaneamente nos nove endereços checados durante as investigações.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes com base em artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) LINK 1 , que tratam sobre oferecer, trocar, distribuir, divulgar, possuir ou armazenar fotografia, vídeo ou qualquer forma de registro que contenha sexo explícito ou pornografia envolvendo criança ou adolescente. As penas podem variar de um a seis anos de prisão e multa.

Por: Redação
Compartilhar
Spread the love

Além disso, verifique

Caso Brigadeirão: suspeitos deletaram conteúdo de celulares após o fato, diz delegado

Delegado do caso afirmou à CNN que telefones foram formatados para dificultar investigações Rafael Saldanha, …