O resgate de Lucas durou três horas. Divulgação/Dondinho/PCR

Vítima soterrada reencontra equipe do Samu: ‘Sou grato’

Lucas Felipe, de Jardim Monte Verde, no Ibura, pediu para conhecer a equipe que o resgatou após deslizamento de barreira

LeiaJá/Por: Paula Brasileiro
O resgate de Lucas durou três horas.
Divulgação/Dondinho/PCR

O professor Lucas Felipe, de 30 anos, viveu uma grande tragédia, no último sábado (28), na comunidade onde mora, Jardim Monte Verde, no Ibura. Após o deslizamento de uma barreira, devido às fortes chuvas que caíam, ele saiu em socorro dos vizinhos e acabou sendo soterrado pelo barro. Na ocasião, o jovem perdeu um irmão, a esposa grávida e o cunhado, no entanto, conseguiu sobreviver com o pronto socorro do Samu. Dias depois, ele pediu para encontrar a equipe de socorristas e agradecê-los pessoalmente.

O deslizamento de terra em Jardim Monte Verde deixou cerca de 21 mortos. Entre eles, os familiares de Lucas: José Felipe, de 20 anos, seu irmão; o cunhado, Felipe Santos, de 35; e sua esposa, grávida de poucas semanas, Nadine Fenelon, 26 anos. Ele próprio acabou soterrado enquanto tentava ajudar alguns vizinhos.

O resgate do professor durou cerca de três horas e ele conseguiu sobreviver à tragédia. “Estou acamado, mas já melhorando. Consigo andar muito pouco, mas realmente preciso estar mais deitado. Eles (Samu) estavam muito bem preparados, me acalmaram a todo o momento. Deus guiou todos eles naquele primeiro momento. Principalmente, o que ficou ao meu lado, me dando oxigênio. Eles foram fora de série, sou grato por isso. Salvaram a minha vida. Todos, todos vocês da equipe, da saída de lá até o hospital foram excepcionais”, disse.

Foto: Divulgação/Dondidnho/PCR

Quase uma semana após o ocorrido, Lucas pôde, a seu pedido, encontrar parte dos profissionais que participaram de seu resgate para agradecê-los pessoalmente.  Na manhã da última sexta (03), o professor conheceu mais de perto Francisco Neto, condutor da ambulância, o Dr. Wagner de Oliveira, médico socorrista; Edilene Santana, técnica de enfermagem; e Heverton Silveira, condutor socorrista.

O encontro aconteceu na casa de Lucas, que fica uma rua atrás de onde aconteceram os deslizamentos e ele demonstrou toda sua gratidão às pessoas que o ajudaram. “Queria deixar gratidão pela vida deles, porque também correram riscos. Que Deus continue abençoando todos, da melhor forma. Sou grato, grato, grato mesmo pela força, pela ajuda, pelo heroísmo, pelo ser humano que foram. Salvam vidas”, disse o jovem.

*Com informações da assessoria de imprensa.

Compartilhar

Além disso, verifique

Lula diz que ministro indiciado pela PF tem direito de provar inocência

Presidente deve conversar em breve com Juscelino Filho, que nega irregularidades e afirma esperar amplo …