Foto - Júlio César Guimarães - COB

Vôlei brasileiro estreia nesta sexta (23) em busca de medalhas

Foto – Júlio César Guimarães – COB

O vôlei será um dos grandes destaques da participação brasileira nesta sexta-feira (23) na Olimpíada, o primeiro dia de disputas após a cerimônia de abertura. E três equipes da modalidade estarão em quadra. A dupla formada por Alison e Álvaro Filho será a primeira, às 22h (horário de Brasília). Às 23h será a vez de Ágatha e Duda. Cinco minutos depois, o time comandado pelo técnico Renan Dal Zotto dá largada em busca de mais um ouro.

A dupla masculina no vôlei de praia estreia contra os argentinos Julián Azaad e Nicolas Capogrosso. Campeão nos Jogos de 2016 (Rio de Janeiro), Alison sabe o peso da estreia. “Estamos nos preparando para esse jogo como se fosse uma primeira decisão aqui em Tóquio. Esse é o espírito do nosso time. O nível do torneio é muito alto, estamos muito concentrados, focados, temos uma chave duríssima, e não há time fácil ou tradição que vença jogos. Respeitamos todos os adversários e vamos fortes em busca das vitórias, pensando sempre em um passo de cada vez”, afirmou Alison ao Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Estreante, Álvaro Filho destaca o respeito aos adversários: “Temos estudado bastante o jogo deles, assistindo muitos vídeos. É um time alto, que saca e bloqueia bem também, uma dupla que tem bastante recurso”.

A dupla feminina também terá pela frente um time argentino, formado por Ana Gallay e Fernanda Pereyra. Para Duda, estrear nos Jogos é realizar o maior sonho da vida: “Estou muito feliz. É um momento muito especial para mim, ainda mais depois de tudo que aconteceu em razão da pandemia. Conseguir chegar aqui e realizar o meu sonho. É incrível”.

Também nesta sexta (23), a seleção masculina de vôlei de quadra enfrenta a Tunísia a partir das 23h05. A equipe de Renan Dal Zotto chega a Tóquio após a conquista do primeiro lugar na Liga das Nações. “Esse foi um título muito importante. Acima de tudo, é algo que dá uma motivação a mais para todos nós. Sempre ficou muito claro que essa competição fazia parte de um processo de crescimento para a Olimpíada, e a seleção cresceu dentro da própria competição. Isso é muito bom porque nos mostra a capacidade que esses garotos têm”, declarou o treinador.

Por: Redação

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar

Além disso, verifique

Medalhas dos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim 2022 são apresentadas

Como parte da comemoração pelos 100 dias para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, …